25.1.09

Tormento

Onde estarão as cores do mundo,
Que outrora enfeitaram meus dias
E celebraram comigo a alegria?
Onde estarão as bocas que cantavam libertas
Os cantos de imaturas letras,
Mas de incomparáveis força e sentido?
Meu Deus!
Onde estarão a pureza dos meus gestos
E a receptividade crédula aos gestos alheios?
Onde andará a inocência
Que procurava em tudo o verdadeiro sentido
E que se ressentia por não ser ainda mais cristalina?
Tudo deu lugar a este tormento
Onde cores são cores apenas;
Bocas cantam rotineiramente
Cantos de letras maduras e repetitivas;
Gestos são sempre comedidos, objetivos;
E a inocência vem apenas esporadicamente
Passear, tímida,
Sobre as frases dos meus versos.


Frederico Salvo
***************************
Direitos efetivos sobre a obra.

5 comentários:

O mar me encanta completamente... disse...

Fred,
Poesia escrita com muita arte.
É a expressão forte e explícita de uma realidade que nos deparamos em algum
momento de nossas vidas.
Porém, nestes versos, observamos a bela expressão dos teus sentimentos.
Parabens poeta!
Adoro ir descobrindo as pistas.

Meu carinho.

Lua disse...

Muito interessante o seu blog, parabéns!

angel bar disse...

"A felicidade é antes de tudo, o sentimento tranquilo, contente e seguro da inocência" (Ibsen , Henrik)

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO FREDERICO, BELÍSSINO TEXTO SIMPLESMENTE ADOREI... UM BM DOMINGO E UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO,
FERNANDINHA

Sue disse...

Olá, Frederico! Vim visitar, conhecer... adorei teu espaço! Parabéns!
Bj!