24.12.10

Insânia (poema musicado)



Amigos leitores,
Encerrando o mês de dezembro e conseqüentemente o ano de 2010, deixo para vocês o poema "Insânia" de autoria do meu amigo e poeta carioca José Silveira e que tive o privilégio de musicar. Agradeço a todos pela presença durante esse ano e desejo um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de saúde e paz a todos.
Abraço fraterno!
FS








Eu criei na minha inspiração
Lapidei teu corpo
com cinzéis.
Fiz-te verdade,
louca imaginação.
Possui tua carne em sonho bom.
Possuíste-me a alma
Enlouqueci
na calma
quando te vi luz e
poesia.
Cegaste-me o olhar
E eu dormi.
Perdi-te ao acordar.
Morri.
Para nunca mais sonhar.
Amar-te-ei!?
Utopia!
Eu...
Eu só...
Só eu.

Frederico Salvo e José Silveira


Todos os trabalhos estão protegidos pela Lei dos Direitos Autorais N.o 9.610/98. O uso não facultativo - total ou parcial - do conteúdo exibido será tido como crime de plágio.

2 comentários:

REGGINA MOON disse...

Fred querido!!

"Que a mensagem de fé e esperança do Natal renove nossas forças para continuar lutando no Ano Novo que anuncia."

FELIZ NATAL!!!

Beijos!!!

Reggina Moon

Luísa N. disse...

Linda melodia, linda letra! Parabéns aos dois!
Numa tarde calma, descobrir blogs assim, logo depois do natal, é realmente uma bênção.
Boas Festas!