11.3.09

Fina estampa

Garanto que nada disso aconteceria
Se não houvesse em mim desabrochado encanto
E se na terra boa desse sonho eu planto,
É porque em sonho, desde há muito, vivia

A colher as flores que a chuva açoitava
A nutrir de cores opaca melancolia;
Caminhava tanto pela noite, pelo dia
Acendendo a chama que o vento apagava.

Agora que essa chama arde em segurança,
Que a melancolia jaz em fina estampa
E as flores estão no vaso sobre a mesa,

Não vou permitir que me fuja a criança
Que pela vida toda sobre o sonho acampa
E que agora, em ti, encontrou a certeza.


Frederico Salvo
************************************
Direitos efetivos sobre a obra.

7 comentários:

Liliana G. disse...

Es notable la fuerza que tienen tus versos, Fred, conservan intacta la musicalidad y echan a volar las alas de la imaginación de quién los lee. Es un gran placer pasar por tu página, no me canso de disfrutar tus trabajos.
Por eso ¡Gracias, amigo!
Cariños.

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO FREDERICO, BELÍSSIMO SONETO AMIGO... BELO O QUE VAI NO TEU CORAÇÃO... UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Mª Dolores Marques disse...

Mante-la viva em nós, e acordá-la sempre que tenta adormecer, para um novo sorriso rasgado. Assim é a criança que vive em nós e o amor que alcança...

A sua escrita encanta-me, seduz-me de alguma forma...

O que lhe dou a ler, será brevemente a concretização de um projecto. Por isso, e porque você é quem é, a sua opinião é importante.

Um beijo

Dolores

O mar me encanta completamente... disse...

De repente...Um lindo poema!!
Parabens, Fred querido!!
Só vim te ler e dizer “Boa noite”.
E quero dizer q não sei como foi seu dia.
Quais as decisões q vc precisou tomar, e quais foram adiadas.
Mas olha, todo dia é uma chance de mudar sua vida pro resto da vida...
p melhor ou não.
Pensa nisso ta ?
Dorme bem, q Papai do céu lhe abençoe!!
Meu carinho.

Cris Animal disse...

Nem sei como cheguei aqui, mas não importa! Estava lendo seus poemas e ficou no ar um toque de ternura e melancolia.
Seria eu ou suas poesias?.........rs
Voltarei!
beijo
..............Cris Animal

manzas disse...

Mais um belo soneto amigo!
De uma fina beleza!

Provei o fel sabor de uma outra vida
Nas ruas desnudadas, lotes incertos do sem andar…
Caminhei pelos desertos secos de alma perdida
Entrando pela porta em que ninguém quer entrar

Passando para dizer,
Que me apraz aqui estar…
Que nesta sexta-feira treze,
Aconteça o que acontecer
Um bom fim-de-semana irá ser
E que o amor e paz possa reinar!

O eterno abraço…

-MANZAS-

Sonia Schmorantz disse...

Maravilhoso poema,e agora que a chama arde em segurança, seja feliz e só viva...
um abraço e bom final de semana