15.11.09

Exatamente



Não ficarei a julgar-me por ser isso ou não ser aquilo. Talvez pudesse ser muito mais ou então estar muito aquém do que sou hoje. Portanto, não escapo de carregar exatamente o fardo que mereço.


Frederico Salvo
************************
Direitos efetivos sobre a obra.

4 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO FREDERICO, BELA A TUA OBRA ...ADOREI AMIGO... ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Anônimo disse...

Esse exame de consciência sempre nos acompanha, mas de nada vale nos torturarmos por nossas escolhas dessa vida.
Adorei, Fred!
Beijos
Clarisse

Nem ao menos sei disse...

O Ser Humano sempre em busca de "achar" seu próprio Eu, sem máscaras, sem falsidade... mal sabe ele que seu FARDO será o mesmo independentemente da denominação que ele encontrará para si próprio....

Anônimo disse...

Lindo...
Não se julgue por ter feito escolhas erradas, pois até Jesus carregou o pior fardo da humanidade e, mesmo assim, não se torturou.
Beijos.