19.4.11

Psicografia


As lâmpadas se acenderam agora
E iluminaram as barracas no fundo da rua.
Ali onde minha infância foi tênue,
Meus sonhos foram insossos
Por haver em mim tanta brevidade.
Daqui posso ver tudo novamente;
Como um filme, quadro a quadro,
Uma torrente que vislumbra todo sentido.
Fui o que poucos foram,
Desatei o nó que havia em meu peito,
Resgatei o fardo de muitos
E resplandeci leve como a espuma
Que se move sobre as águas.


Frederico Salvo

Um comentário:

Natacha disse...

É muito, mas mesmo muito, agradável ler-te. Eu que me considero alguém que tem sempre algo a dizer (sorrisos)fico sem palavras :)

Um beijinho e continua sempre a brindar-nos com a tua escrita.Obrigada!