11.6.09

Somente sejas


Não te preocupes com o que serás para mim.
Da tua forma e com teu jeito de ser, apenas sejas.
Não te preocupes em adjetivar seja lá o que fores,
Mas larga de ti mesmo e sê inteira.
Não sejas apenas a parte, o gesto contido;
Sê o todo, porque o todo é tua melhor parte.
Quando te lembrares de mim, lembra com liberdade;
Não te cobro nada.
Solta tuas amarras e exorciza teus medos.
Seja lá o que fores; Peço-te um favor:
Somente sejas.


Frederico Salvo
*******************************************
Direitos efetivos sobre a obra.

3 comentários:

Liliana G. disse...

Es hermoso ser uno mismo para el otro. Es hermoso ser dos en uno y amar.
Bellísimo poema, entra al corazón y se desparrama por el alma de quien lo lee.
Me llevo, como siempre un trocito de tus sentimientos prendido a mi pecho.
Un beso grande querido amigo.

Cigano Elson disse...

Olá Frederico,

Lindas palabvras as suas.
Muito bom ler sentimentos em forma de poesias e poemas.

Parabéns amigo,
Abraços de Luz

Osvaldo disse...

Caro Frederico;
Belo poema de afirmação/aceitação e que bom seria se todos pensasem assim, aceitar o outro como ele é e não como nós queremos que ele seja.

Um abraço
Osvaldo